quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Penitência

Cansei de te ver sorrindo desse jeito,
Querendo derramar sobre meu peito
O copo da ingratidão.
Tu já não pensas direito,
Não tiraste proveito
De minha terna paixão.
Tornei-me perfeito
Em cima dos teus defeitos;
Minhas lágrimas inundaram este chão.
Homicida de um amor,
Provocaste a dor,
Não me poupaste da solidão.
Resta aqui um mundo sem cor,
Um pobre trovador
Das quimeras alheias.
Sou mais amor do que sangue;
Corre emoção em minhas veias.

Deixe-me aqui, sozinho em meus devaneios.
Choras agora que vês que o mundo é feio
E que liberdade é a mais sublime utopia!

77 comentários:

  1. A liberdade só é utopia qdo não acreditamos que tudo pode vim a se tornar real mais uma vez!!!
    Lindo poema.
    bjos

    ResponderExcluir
  2. nossa...me senti digitando ate!
    q bom q vc gostou!
    fica mesmo!!!
    vc q escreve esses textos é??
    bjuuu

    ResponderExcluir
  3. Amo teus textos, Felipe! Demais, liberdade é utopia até porque cada um tem sua própria imagem de liberdade...

    Esse meu último post, é para um trabalho escolar de português, meu tema é prostituição. Rola muito preconceito e tal. Tenho que entregar esse poeminha e um vídeo. Gostei muito do seu comentário, fico feliz sempre que recebo elogios assim, é muito motivante. Obrigada, beijao

    ResponderExcluir
  4. Quase sem palavras, mas me restam algumas!
    Que poema é esse? Lindo, perfeito!! De onde vem tanta perfeição assim? Me conte?

    "Sou mais amor do que sangue.."
    Ah Tom, você não é mais amor do que sangue, você É amor.

    Sempre vale apena esperar muito tempo quando assunto é ler você!

    ("Resta aqui um mundo sem cor.."
    Aproveitando, obrigada por colorir o meu, tá?)

    AMEI, com suspiros!

    ResponderExcluir
  5. Sou mais amor do que sangue;
    Corre emoção em minhas veias.
    Deixe-me aqui, sozinho em meus devaneios.
    Choras agora que vês que o mundo é feio
    E que liberdade é utopia!


    PERFEITO!!!
    Sou mais amor do que sangue

    isso é lindo e profundo demais Felipe!
    Pena é que por tras das belas palavras sempre existe algum tpo de dor...mas é como diz a canção "assim como o poeta so é grande se sofrer..."

    ResponderExcluir
  6. Cara, me diz da onde cê tira tanta sensibilidade e tanta poesia??
    Toda vez que eu te leio eu me emociono e nem sei o que dizer.
    Parabéns, de novo, de novo, de novo...

    ResponderExcluir
  7. Pra variar, tá lindo!!
    Seus textos são perfeitos. ;*

    ResponderExcluir
  8. Deslumbrante, Felipe!
    Não consigo encontrar nada de errado nos seus poemas, nem uma vírgula fora do lugar ou uma frase mal formulada.
    Por isso sempre volto, releio, releio.. incansavelmente.

    Mas, é muita ousadia dizer que o mundo tornara-se feio pra ela só prq ela quis liberdade, ou não quer mais amar você..

    Amei, meu bem, tudo.

    ResponderExcluir
  9. Felipe,
    Belíssimo...
    Lindo...
    Emocionante...
    HIpnotizante...
    Qual palavra mais???
    Nossa, ameii!!!
    Lindas palavras redigidas em poucas frases.
    Um conteúdo rico de emoção...
    Gostei mesmo!
    Parabéns ^^

    BJinhuss

    ResponderExcluir
  10. Seus poemas se superam. Cada um é melhor que o outro. Adorei. Parabéns!
    beijos

    ResponderExcluir
  11. lindo poema, sem palavras, como sempre. rs
    bá, não me deixe esquecer do teu aniversário querido, e muito obrigada pelas palavras, você faz eu acreditar em mim mesma.

    ResponderExcluir
  12. Adorei. Muito bom mesmo estes versos..
    liberdade é utopia..triste constatação.


    beijos

    ResponderExcluir
  13. Como sempre lindos, eu diria ate perturbadores, com o toque de realismo! :D

    ResponderExcluir
  14. O mundo é feio e liberdade é utopia!
    Adoro teus escritos. Identifiquei-me no 'sou mais amor do que sangue'.

    beijo da Elo.

    ResponderExcluir
  15. sempre com um texto mais lindo que o outro..nos permitindo voar a cada linha.........

    Ademerson Novais de Andrade

    ResponderExcluir
  16. quase choro, tão lindo, tão profundo...
    emocionante para ser exata.

    escreves bem demais,moço!

    bjao

    ResponderExcluir
  17. Vim aqui novamente, preciso admirar algo nessa vida! As vezes sinto falta dessa incostante admiração que só aparece em raros momentos, como esse!

    Beijos Tom (só eu posso chamar assim, tá?) Hahahaha =x

    ResponderExcluir
  18. nossa adorei, incrível a forma como você 'traduz'seus sentimentos...

    'Tornei-me perfeito
    Em cima dos teus defeitos'

    amei, vou te seguir! :*

    ResponderExcluir
  19. Muito lindo!
    Espetacular!
    "Sou mais amor do que sangue.."

    Qualquer palavra se torna insignificante diante de uma obra prima.
    Cara, eu adorei.
    Te amo, seu verme!

    ResponderExcluir
  20. Ai! Precisava passar por aqui, e no momento certo passei. Posso ter como parte de mim essa nova inspiração?

    Como sempre você nos fazendo pensar, sentir e viver o mais íntimo que existe dentro de cada um de nós.

    Um doce beijo e um sábado maravilhoso para você...

    (ps.: Como sempre, perfeito! Roubei e guardei em mim...)

    ResponderExcluir
  21. Obviamente que pode me chamar de Dani, rs
    e obrigada, seus comentarios fazem eu ter mais vontade de escrever.
    Sobre minha armadura, não é vaidade, é medo do meu passado, medo das experiencias que tive e não quero voltar a tê-las.
    Condicional é tão linda, uma das minhas preferidas *-*

    Beijão Fê :*

    ResponderExcluir
  22. OUEJAOEUAE e sobre o post da amizade, bá. escrevi ele porque andava meio distanciada de grandes amigos meus, mas agora já está tudo bem, rs
    a pri é uma fofa.

    ResponderExcluir
  23. que poema magnifico felipe.
    você escreve muito bem,
    e sabe expressa seus sentimentos de uma forma indiscritivel , Parabéns.
    e quanto ao menino, eu perguntei :$
    ele me disse que é
    porque quer ser alguém antipatico --'
    pode isso ?
    ai eu disse pra ele que é chato ser antipatico :} mas vai de cada um :x

    ResponderExcluir
  24. É impossível descrever meu sentimento quando leio comentários assim seus! Obrigada, muuuuito obrigada mesmo, Felipe!
    O trabalho não está pronto ainda, temos que fazer o vídeo... quando vier a nota eu te falo!
    beijao

    ResponderExcluir
  25. Amo seus poemas....

    Qta sensibilidade...

    BJos meu amigo!

    ResponderExcluir
  26. "...Só para dizer que ficou perfeito! "

    hehe...

    ResponderExcluir
  27. Lindo.

    Liberdade é utopia, infelizmente.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  28. Você foi escolhido para receber 2 selos! Parabéns, visite: http://nadaaverpontocom.blogspot.com/2009/08/selos-adoro-tien-blog-blog-dourado.html

    ResponderExcluir
  29. Adorei o poema!
    Mas a liberdade não é utopia... Não pra mim!
    Que saudadeees que senti de ler coisas bonitas! hahahha
    Pois é... A gripe A tá fogo hahahaha (*faz tanto tempo que voce comentou hahaha) to atrasada.
    beijos

    ResponderExcluir
  30. Ah então. hahah eu não postava por que estava repousando POR CAUSA DO DENTE hahahahha
    fiquei parecendo o fofão! =/

    ResponderExcluir
  31. MINHA FELICIDADE no amor, é utopia.
    cansei de sonhar :]

    agora tô livre =)

    :*
    eei, moço bonito, adorei teu blog #)

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. E a dor, um dia parte, enquanto o amor ainda que escondido permanece por dentro... invadindo tudo, curando despercebidamente a ferida que rapidamente causou.
    O poeta é assim, cheio de amor, cheio de dor.
    O poeta, penso, é você.

    ResponderExcluir
  34. Não hesito em dizer-te o mesmo, querido!

    ResponderExcluir
  35. Para! amey teu poema! muito bom mesmo. tu q escreveu né?!

    de uma passadinha me meu blog tb! ^^
    beijos

    ResponderExcluir
  36. teus poemas são sempre tão vivos, que passa as emoções escritas para a pessoa que os leem.

    abraço!

    ResponderExcluir
  37. Ah moço, não sou professora não...
    Sou psicóloga... rs..

    Mas me deixou curiosa, pq pensou isso? rs

    ResponderExcluir
  38. num sei nem como agradecer *-*

    'brigada mesmo.
    mas nem eh assim ahuahua nem tava tão bom e eu tava desafinada o.O'
    era só pra ensaiar a letra mesmo. :D

    ResponderExcluir
  39. Um belo trovoador que dedicou todo um amor a quem não soube aproveitar!
    Muito lindo!

    ResponderExcluir
  40. Este esta lindo demais..adorei.
    Gostei de tudo...

    beijos

    ResponderExcluir
  41. é, saudade as vezes dói mais q amor...

    ResponderExcluir
  42. recém chegado de workshop de neófitos roteiristas,entre garimpar especiais escribas e drinkar, Bach ouvindo,yessss,grande pepita peneirei huhuuuuuuuuuuu te abraço ,parabenizo e seguidor já seu sou,se recíprocos formos huhu beleza pura!

    VIVA VIDA!

    ResponderExcluir
  43. Ah, Felipe!
    Que poema mais lindo.
    Ah, tu escreves de um jeito que me emociona profundamente.

    :**

    ResponderExcluir
  44. Olass...primeira vez aki...adorei seu post...

    Muito lindo seu texto mesmo parabens!

    Vi seu comentario la do blog da Paz...putz q vacilo eu dei heim....rsrsrsr

    Bjokasss!

    ResponderExcluir
  45. Off Topic

    Em conjunto com o Blog o Mundo by Thaís, estamos lançando uma campanha de protesto virtual para o período de 07 a 20 de setembro.

    Gostaríamos muito de contar com a sua participação e a dos seguidores de seu blog.

    Esta é uma campanha de todos os brasileiros patriotas e não de um ou outro blog.

    A campanha é de todos nós que queremos um país melhor para nossos filhos e netos.

    Detalhes em http://omundobythais.blogspot.com/ ou http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/

    Divulgue esta idéia.

    O Brasil mais do que nunca precisa de você!

    ResponderExcluir
  46. Comunista safado! É bom atualizar logo isso que você chama de blog. Caso contrário serei obrigada a denunciá-lo para grupos neonazistas que andam escondidos Brasil afora. Pois gosto de textos escritos com a alma. E tenho que reconhecer que os seus são ótimos. Mesmo você optando pela Esquerda.
    Ah, o Lenin foi um fascínora! oaiaaioaiai
    Beijos. Te amo.

    ResponderExcluir
  47. OUEJAOEAE muito obrigada querido *-* é complicado, ainda mais por eu gostar de alguém que fisicamente não está presente, por isso sempre me sinto sozinha, mas enfim.. é a vida, pelo menos por enquanto.

    estou na expectativa para ler teus novos textos viu.

    ResponderExcluir
  48. Perfeito!!! O rítimo dele é perfeito... Associar a liberdade com a utopia... Sem palavras

    ResponderExcluir
  49. - Tem selo pra você no meu blog.

    Beijinhooos.

    ResponderExcluir
  50. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  51. penitencia é ver o outro livre, enquanto gostaria que estivesse preso... em meus braços!

    ResponderExcluir
  52. LINDO, LINDO, LINDO.
    mais uma seguidora aqui. passa no meu depois, ok?
    ;*

    ResponderExcluir
  53. nossa que triste,como a esperança é a ultima que morre as minhas ainda não acabaram e eu ainda acredito que eles voltam...e Marcelo e o Amarante são otimos cantores,mas juntos ficam perfeitos,mais que perfeitos.

    ResponderExcluir
  54. São as tuas palavras que me deixam ofegante, furtam o meu pensar, tocam o meu coração, me faz suspirar....

    Não canso de ler esse poema!
    Tens talento demais, poeta!!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  55. Teus versos são perfeitos!
    Encanto-me com eles toda vez que os leio

    Beijo

    ResponderExcluir
  56. Um poema cheio de sentimentos...
    Boa terça
    Abraço

    ResponderExcluir
  57. OBrigada Felipe :D

    hey vc tem msn?

    desculpe se for abuso da minha parte, mas gosto de conversar com pessoas que escrevem tbm *-*

    ResponderExcluir
  58. Gostei do fato do poema ser escrito em segunda pessoa, o que é pouco usual nos dias de hoje.

    ResponderExcluir
  59. Quando bate a saudade o que a gente faz?


    Hahahaha ;)

    ResponderExcluir
  60. Priscila, é muito simples. Faça como eu: diga que vai denuncia-lo para grupos neonazistas. Os comunistas morrem de medo deles. rs

    Ow, poeta. Atualiza isso ae. rs

    ResponderExcluir
  61. Medo? De lutar por um país onde a igualdade prevaleça? hahaha
    Nunca!

    ResponderExcluir
  62. só nos tornamos perfeitos , diante das imperfeições alheias.
    parabéns pelo blog!
    visite meu cantinho tbm.
    bjs!

    ResponderExcluir
  63. Tem medo não?

    Hahahaha.. Ai meu Deus..
    Eu sei que estamos em decadência Poeta, mas.. dá um jeito ai ;//

    ResponderExcluir
  64. Pense, no futuro, essa tal de liberdade pode ser realização. Senti falta de passar por aqui.

    Meu beijo, querido!

    ResponderExcluir
  65. nooossa felipe, adorei esse poemaaa! Difícil hoje em dia homens poetas como você.
    adorei essa parte "Sou mais amor do que sangue; Corre emoção em minhas veias"

    beijo gde :*

    ResponderExcluir
  66. Muito legal o poema, não tenho facilidade ou não sei escrever poemas, mas os seus são legais, voltarei mais vezes aqui. AH...E adorei a lua aí em cima, muito massa.;)

    ResponderExcluir
  67. OUEJAOEUEA, eu só estava mal porque tinha brigado com minha mãe. rs

    ResponderExcluir
  68. Obrigada pela visita, és muito bem vindo.
    Gostei imenso das tuas palavras,e encontrei algo comum no teu perfil.
    Beijo do Porto...

    ResponderExcluir
  69. Tornei-me perfeito
    Em cima dos teus defeitos.


    Fez-me lembrar de um conto que diz mais ou menos assim:

    Nós carregamos duas sacolinhas. Na da frente, depositamos todas as nossas qualidades. Na de trás, os nossos defeitos. Como andamos em fila indiana, enxergamos as nossas qualidades e os defeitos alheios.

    A moral do conto é diferente do significado da sua estrofe. Porém, matutei no quanto evitamos atitudes indesejáevis (...) só por observar os da frente.

    ResponderExcluir
  70. Tornei-me perfeito em cima dos teus defeitos!!! Esta frase tem muita alma. E tão simples como o aprender, todos os dias, brindando com nós mesmos.
    Gostei dos teus poemas... são lindos.
    Jinhos
    Isa

    ResponderExcluir