quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Iniquitatis Via

Ó, coração, por que me tentas desta maneira cruel?
Se ao tálamo deitas-te só;
Se na alcova a virgem renuncia-me sem dó,
A vida banha-se no fel.

Ó, coração, que por duras penas esmoreces-te
Sem a inocência do amor feminino;
Com o júbilo genuíno
Que a solidão me remete.

Ó, coração, que serves de jazigo de minhas dores
E desenhas tu uma santa imaculada:
É o espectro da mulher amada
Que me faz insistir em funestos amores.

Queime, pois, carne maldita!
Eis teu veredicto:
Queimar, sangrar. Morra!
Sou o anjo do pecado.

52 comentários:

  1. Poeta, você é foda.

    Me lembrei daqueles textos que você me mandou do Lord Byron, Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu...

    Cara, as tuas palavras são o próprio fogo! É incrível o poder delas sobre mim. Por tudo isso você me fascina. Sabedoria, calor, ombro, arte. Arte!
    Poesia linda, amor.
    Bastante influenciada no Romantismo. Idealização, fuga, pessimismo. Magnífico!
    Meus Deus, isso é muito profundo.
    Beijos.
    Te amo.

    ResponderExcluir
  2. ps:. A espera valeu a pena. Vou agora mesmo pegar aquele livro que você me emprestou do Álvares de Azevedo. Me deu uma baita vontade de ler. rs

    ps2:. Título em latim, que luxo! hahaha

    ResponderExcluir
  3. Que lindo!!!
    Melhor que o significado próprio de cada palavra tua, é a dança que elas fazem, umas ao sabor das outras!
    Adorei!
    bjks

    ResponderExcluir
  4. Eita moço inspirado...!

    Sempre muito bom ler a tua intensidade...

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. 'Sou o anjo do pecado.'

    É tão forte.

    ResponderExcluir
  6. Forte e muito bonito.
    O texto td é bonito

    ResponderExcluir
  7. que profundo o uso da palavra intensa deste jeito.

    eu gosto do que você escreve, cara.

    ResponderExcluir
  8. Palmas!
    e quem disse que os ultr romanticos sumiram?

    ResponderExcluir
  9. Olá Felipe...
    Bom, sem muito o que comentar...
    com poucas palavras descrevei...
    ótimo... Lindo... Ameii...
    Seu dom é maravilhoso!
    Saudades ^^,
    BJinhuss
    si cuida

    ResponderExcluir
  10. Coração é teimoso, moço.
    Nunca obedece a gente.

    :*

    ResponderExcluir
  11. "É o espectro da mulher amada
    Que me faz insistir em funestos amores."

    Uau! Romantismo impregnado, latente, pulsante, idealizado. Fuga do poeta em busca da mulher que se ama. Perfeito, profundo. Lembrou-me Àlvares de Azevedo. Lembrou-me o romantismo da segunda geração. Nossa! Minhas palavras ficaram contigo, pois somente consigo pronunciar teus versos.
    Cada minuto de espera pelos teus versos são compensados com as tuas preciosidades.

    Beijo, meu talentoso poeta.

    ResponderExcluir
  12. Oi Felipe
    Tens msn? Queria conversar contigo.Tu acredita em outra vida? Tu só pode ser a reencarnação de algum poeta do passado, porque nao sei de onde vem tanto inspiração e ainda mais nesse linguajar! Cada vez me surpreendo mais! Parabens

    ResponderExcluir
  13. Felipe!!!!
    Que poema hein!!!
    o.O

    O Coração é um território em que ng jamais vai conseguir explicar algo!!!

    Que tais pecados sejam abusados qdo se tem um verdadeiro e lindo amor!!!

    Bjos Felipe e parabéns!

    ResponderExcluir
  14. Sabe qual é a sensação q eu tenho, sempre q venho aqui?
    Q existem várias facetas de Felipe!

    A cada poema o poeta se renova, se supera... Vc é incrível.
    A maneira leve com que vc fala sobre qualquer assunto, a tranquilidade com que vc desliza sobre os diversos gêneros, a inovação na própria estrutura e construção dos poemas... tudo isso me impressiona!

    FELIPE... VC JÁ ESTÁ PRONTO!
    Tão jovem e tão maduro!
    Parabéns saiba que eu O ADMIRO MUITO!

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  15. Lindo texto, palavras fortes heim...

    vou ficando por aqui;***

    ResponderExcluir
  16. Olha as influências românticas aí...
    Gosto tanto!

    ResponderExcluir
  17. Você me lembra os antigos poetas, os poetas a moda antiga, os trovadores, o Alvares de Azevedo.. como eu lembrei dele ao ler isso, Lipe.
    E o Lord Byron esta incumbindo características dele em voce, isso que da andar com livros desses poetas debaixo do braço.

    Eu queria que escrevesse mais..
    Como os poetas que nao tem poder sobre as maos e quando param de escrever morrem.


    ;*

    ResponderExcluir
  18. Coração, pra que te quero?

    OEJAOEIEA tão lindo, cada palavra, encaixe perfeito, sintonia perfeita, parabéns.

    ResponderExcluir
  19. Nomeio - o como um dos mais belos que já li aqui. Fico imaginando como deve ser escrever algo tão lindo assim, tão intenso!
    Terminei o texto feliz ao perceber que ainda me permito perder o ar, o equilibrio ao ler tão maravilhosa obra.

    Poeta!

    ResponderExcluir
  20. Paixão da minha vida, eu já baixei Noite na Taverna. Vou começar a ler depois que terminar o de Álvares de Azevedo e uma antologia poética do Vinicius.. Não consigo ler mais de dois livros por vez.
    Já estou até com Angústia, que você também me indicou. =)
    Achou que eu havia esquecido, né?
    Não, não.

    Beijos duradouros..
    hahaha

    ResponderExcluir
  21. Ele teria outra função tão prazerosa que não seja amar?
    O corpo, que é só matéria, facilmente se acabaria se não houvesse o alento de um amor - mesmo que não correspondido - para dar-lhe um sentido além do trabalho braçal que é viver. E viver é amar, amar e amar. Tudo.

    Você é divino! É realmente um prazer passar por aqui! Quantas coisas você me faz sentir, que a cada vez que volto, me sinto mais viva.

    beijos, meu querido poeta!

    ResponderExcluir
  22. Não sei porque, mas algo na sua poesia me remeteu a alguma passagem bíblica.

    ResponderExcluir
  23. mto bom Fe!

    ja pensou em publica-las num livro ??
    garanto q seria umas primeiras a comprar ahuahuhaua

    vc coloca um sentimento inegavel em casa palavra, q raras pessoas conseguem.

    Sempre e sempre Parabens :)

    ResponderExcluir
  24. O sentimento da solidão no seu mais cruel estilo, amargurado pela renuncia cínica do ser amado. O coração é mesmo tão desobediente e nefário, e ainda assim o deixamos nos comandar inconscientemente.
    Amo seus textos, mais uma vez, Parabéns !

    ResponderExcluir
  25. Anjo do pecado submisso às tentações do coração!


    Ab

    ResponderExcluir
  26. É sério, tem vezes que eu acho que nã é voce que escreve hahahaha
    NOSSA É TUDO TÃO LINDO! =)

    Beijo

    ResponderExcluir
  27. Eu ja disse que me apaixonei por esta lua?

    ResponderExcluir
  28. Boa semana, garoto! À espera de novidades!

    Ab

    ResponderExcluir
  29. Caro Felipe,
    Você me escreveu, certa vez, que sempre quis cursar jornalismo. Lendo o teu blog, percebi que você é também um excelente poeta, capaz de tocar as pessoas. No fundo, somos todos "prostitutos das palavras", como você bem definiu. Parabéns!!! Abração.

    ResponderExcluir
  30. choquei!
    um dia quero ser igual a vc com tantos comentários! rsrsrs!
    beijos e axé!

    PS: ressaltando não ser os comentários a coisa mais importante, mas sim o conteúdo que deu origem a eles.

    ResponderExcluir
  31. Venho agradecer a simpatica visita ao blog.
    também gostei de ler por aqui.
    Continue o bom texto.
    Beijinhos
    Vicky

    ResponderExcluir
  32. Ó, coração, por que me tentas desta maneira cruel?

    me pego pensando isso direto viu?

    ResponderExcluir
  33. Oiee amado ameii seu poema d verdade msmo beijos

    ResponderExcluir
  34. Grande Felipe
    continuas com a produção...muito bom...
    parabéns

    grande abraço

    ResponderExcluir
  35. Palavras intensas e cativantes.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  36. Bem....és um poeta nato...

    FANTÁSTICO mesmoooooo!! tou sem palavrassssss..adoreii

    Bjinhoo

    ONURB

    ResponderExcluir
  37. QUE COISA MAIS LIIINDA :o
    Amei, você escreve muuuito bem!
    To seguindo teu blog, beijos.

    ResponderExcluir
  38. O Coração é cruel. vive maltratando a gente, com os sentimentos..

    Beijo, felipe

    ResponderExcluir
  39. Espero que esse coração esteja na realidade, curado:)
    Bjinhos e tudo de bom
    Vicky

    ResponderExcluir
  40. Opa.. acabei de descobrir teu blog. Excelente cara! Parabéns!
    Já estou seguindo.
    Depois dá uma passada la no "O Balé das Almas"

    Abraço!

    ResponderExcluir
  41. Nuss dei uma puta abandonada no blog ahuahua
    mas ja estou de volta

    Bjs Fe!

    ResponderExcluir
  42. Parabéns a você pelo blog!
    Lindo, bem escrito... tem nos textos e poemas com entrelinhas fascinantes.

    Adorei e, voltarei mais vezes...!

    Um beijo e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  43. Te gusta cuando alguien le pide que decir calientes.

    "Don't"

    ResponderExcluir
  44. latim, que tudo *-*
    bá, pode deixar, eu mando o abraço querido.

    ResponderExcluir
  45. Eiiiita e eu achava que estava meio atrasada ahahhaa
    Eu não coloquei fotos da viagem pq havia colocado no orkut sacou/!?! aha
    bjo

    ResponderExcluir
  46. Eu não tenho nem palavras para te dizer o quanto isso me tocou. Profundo. Admiro como algumas pessoas conseguem casar as legras, palavras que nos fazem viajar, devanear até.

    ResponderExcluir
  47. Me lembrou muito Caio Fernando Abreu...
    Fascinante e uma perfeita obra romantica picante. Fez bom uso das palavras. Muito lindo como sempre!

    ResponderExcluir